#configuração, #desenvolvimento

Criando um projeto com Ruby on Rails


Como prometi anteriormente iremos criar nosso primeiro projeto utilizando Ruby on Rails \o/

Inicialmente vamos atualizar nosso RubyGem, e faça isso constantemente:

# gem update --system

Agora crie um diretório para armazenar seus projetos e acesse-o:

$ mkdir projetos
$ cd projetos

E para criar um projeto RoR:

$ rails --database prostgresql primeiroprojeto

Este comando cria um novo projeto em RoR utilizando o PostgreSQL como banco de dados. A estrutura criada pelo Rails é padrão e deve ser mantida para que possa ser reconhecido como um projeto Rails. Serão criadas as seguintes pastas:

app – para os códigos-fonte.

config – para os arquivos de configuração.

db – para os scripts do banco de dados.

lib – para as bibliotecas do Rails.

log – para os logs de erro.

public – para as imagens, CSS, JavaScript.

script – para os scripts de gerenciamento.

test – para os testes da aplicação.

tmp – para os arquivos temporários.

vendor – para outras bibliotecas.

Com o projeto criado podemos configurar a conexão com o banco de dados. Para isso abra o arquivo database.yml  que se encontra no diretório config e altere o username e o password para o usuário e a senha criado no seu PostgreSQL. Altere para os 3 ambientes do RoR (desenvolvimento, teste e produção):

development:
   adapter: postgresql
   encoding: unicode
   database: primeiroprojeto_development
   username: usuario
   password: senha

test:
   adapter: postgresql
   encoding: unicode
   database: primeiroprojeto_test
   username: usuario
   password: senha

production:
   adapter: postgresql
   encoding: unicode
   database: primeiroprojeto_production
   username: usuario
   password: senha

No terminal, logue como o usuário do banco para poder criar o banco de dados para o projeto:

# su - usuarioDoBanco

$ rake db:create

Agora vamos criar o controller da aplicação. Para isso acesse o diretório do projeto e gere um controller denominado controle:

$ ruby script/generate controller controle

Acesse o diretório ../app/controllers/ para adicionar um método no controle criado.

Abra o arquivo controle_controller.rb e adicione o método que define um valor para a variável de instância:

class ControleController < ApplicationController
   def index
      @helloworld = "Hello world!!!"
   end
end

Para finalizar o projeto crie um arquivo chamado index.erb no diretório ../app/view/controle e adicione a linha abaixo para imprimir a variável de instância definida no controle:

<%= @helloworld %>

Projeto criado e configurado, agora só falta rodar. Inicie o servidor WEBrick que utiliza como padrão a porta 3000:

$ ruby script/server

Acesse seu projeto via browser http://localhost:3000/controle

Agora é só começar a brincar.

Até breve 😉

Anúncios
Padrão

7 comentários sobre “Criando um projeto com Ruby on Rails

  1. jeferson disse:

    SOCORRO!
    TENHO UM MES PARA APRENDER RUBY ON RAILS E SO DA ISSO!

    We’re sorry, but something went wrong.

    We’ve been notified about this issue and we’ll take a look at it shortly.

    • Jeferson

      Para poder tentar lhe ajudar preciso saber qual erro que aconteceu.
      Tem como você postar o que é exibido no console/terminal/prompt quando você inicia o servidor Webrick?

  2. Muito bom, aqui vai minha pequena contribuição:

    1) Não é necessário logar com usuário do banco para rodar o rake db:create, uma vez que você já informou usuário e senha no database.yml;

    2)Pelo seu prompt, imagino que você esteja no linux, logo não é necessário digitar ruby script/comando, basta script/comando, partindo da raiz do projeto, lógico;

    3) Ao criar o controller, você já pode criar a action index junto, assim:

    $ script/generate controller nome_do_controler nome_da_action

    $ script/generate controller controle index

    Isso aí, seja bem vinda ao mundo rails!

  3. Fala Brena 🙂

    Bacana seu primeiro Hello World e ver que tem gente devorando Rails pelo Espírito Santo a dentro =P

    Uma dica simples e “boba” quanto ao comando de geração é que ao invés de usar –database você pode simplesmente usar -d 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s